Publicado em 10 comentários

Sabe qual requisito está impedindo os profissionais e empresas de Design de Interiores a obter o sucesso almejado?

Apresentação de projetos 3D para seus clientes!

Isso mesmo. Apresentar projetos em 3D hoje é pré-requisito básico para qualquer pessoa que trabalha no setor de móveis e interiores.As pessoas gostam de visualizar sua casa ou ambiente decorado antes mesmo de estar pronto. O programa Promob proporciona esta sensação da realidade dos ambientes, e faz com que o cliente já se sinta parte dele, e, apresentando seus projetos com imagens que causam impacto, ajudam e muito no fechamento do projeto com o cliente.

Foto de projeto da aluna do IBDI: Tamara Godoz

As principais grifes de móveis do Brasil utilizam o software Promob. São mais de 12 mil lojas em todo país, ou seja, milhares de oportunidades para que seu investimento no curso seja rapidamente convertido em oportunidades de emprego.

O programa auxilia com informações precisas da quantidade e do tamanho das placas de madeira que deverão ser usadas em cada projeto. Ele possui também alguns blocos 3D e materiais pré setados que auxiliarão a criação da volumetria 3D final com mais rapidez.

O Promob possui uma biblioteca bem variada, porém, caso seja de interesse do projetista, é possível a criação de formas livres, como tampos, gessos e rodapés. A construção dessas formas é feita através da ferramenta Geometria, disponível no menu superior do programa. Apesar de ser um pouco mais complexa, utilizar a Geometria pode ser importante no seu projeto, para criar objetos originais e deixá-lo mais exclusivo.

A luz padrão do Promob tem o efeito de uma luz ambiente. Há também outras opções de iluminação, tais como a luz spot, que permite configurar a posição do foco da luz, iluminando o projeto de forma pontual e a luz linear, que gera pontos de luz na renderização. Além disso, caso queira deixar seus itens com efeito mais real no render, o Promob permite mexer nos efeitos dos materiais, sendo possível ter resultados diferentes de um determinado objeto, utilizando o mesmo tipo de material

No mercado existem as versões Promob Arch e o Promob Plus. O Arch tem alguns itens de decoração que o Plus não tem, entretanto, o Plus trabalha com programa de módulo orçamento. Mas e aí qual Promob eu devo escolher?

Bom, a Promob Software Solutions, desenvolvedora do Promob, afim de facilitar o estudo do aluno, desenvolveu uma versão que une os recursos do Promob Plus e Promob Arch em um único programa, tornando-se um programa super completo e que não para por aí. Esta versão, chamada de Promob Academic, ainda tem a vantagem de dispor em sua biblioteca a ferramenta Promob Real Scene sem precisar de um plugin para ativá-lo.

Porém o programa foi criado para treinamento e só está disponível em centros homologados Promob, ou seja, para realizar o curso Promob Academic, é necessário realizar o curso em centros autorizados pela empresa Promob. O IBDI é um deles, e disponibiliza a versão Promob Academic para o curso presencial.

No curso, o IBDI trabalha a Apresentação da Área de Trabalho, Barras de Ferramentas, Comandos, Arquivos (leitura e gravação), Coordenadas, Controle de Visualização, Impressão de Trabalhos e Elaboração de Projetos.

Foto de projeto da aluna do IBDI: Rafaele Brenneissen

Enfim, é um software bastante versátil, e seu uso é bastante intuitivo e de fácil aprendizado, desenvolvido inteiramente em português especialmente para designers e arquitetos. E o melhor: você pode aprender a usá-lo estudando no IBDI!

Você terá acesso a uma licença Promob* para que possa realizar seus estudos de casa e ter um aproveitamento ainda maior. Além de obter vantagens diferenciadas na aquisição das licenças Promob!

*consulte licença e período de expiração.

Consulte as RECOMENDAÇÕES para software e hardware para a instalação da licença Promob.

Matrículas curso presencial: >>> Clique Aqui <<<

Sabe qual requisito está impedindo os profissionais e empresas de Design de Interiores a obter o sucesso almejado?

Publicado em 11 comentários

Design de interiores ou Decoração? Técnico/ Tecnólogo/ Bacharel, qual é o melhor para as minhas necessidades?!

Design de interiores ou Decoração? Técnico/ Tecnólogo/ Bacharel, qual é o melhor para as minhas necessidades?! ibdi

Para trabalhar nesta área, que tem um leque de oportunidades para atuar, você primeiro precisa escolher um Programa de Ensino, um curso que te capacite para exercer esta profissão. E são muitos que existem, entre eles: bacharel, técnico e tecnólogo em design de interiores.

Os iniciantes na área, tem muitas dificuldades de entender o que, de fato faz o designer de interiores e o decorador. E muitos não sabem qual modalidade de ensino escolher para se tornar um profissional, se é melhor curso técnico ou bacharel por exemplo.

Então, antes de você se jogar nesta profissão, preparamos este guia que vai explicar tudo o que você precisa saber para se tornar um designer de interiores ou decorador, obtendo uma carreira promissora elaborando projetos encantadores que vão surpreender seus clientes e você claro, ser recompensado por isso.

tecnólogo design de interiores

As pessoas com paixão por decoração, a primeira coisa que fazem é ir em busca de um curso, e então se depara com os temas design de interiores e decoração de interiores. Aí vem a dúvida: “Mas, qual é a diferença em fazer um e outro?” E mais … “Qual deles eu preciso afinal?”

Decoradores

Bom, os decoradores se concentram na estética, com o foco na superfície do espaço. Ele vai trabalhar digamos, com a maquiagem do ambiente. Isso significa que você vai trabalhar em cima dos ambientes que já tem piso, gesso no teto, instalação elétrica pronta. Você então vai definir um estilo para o ambiente, selecionar as tintas para paredes, escolher as luminárias, os tecidos e padronagens para os sofás, roupa de cama e cortinas por exemplo. Vai selecionar e dispor tapetes e arranjos de quadros nas paredes e reposicionar os móveis de lugar, fazendo uso, claro, dos princípios da organização dos elementos no espaço para deixá-lo mais harmonioso.

consultoria em decoração

Para realizar esta profissão, o decorador não precisa ter um curso formal, porque ele não trabalha com elementos estruturais, quebras de materiais. Porém isso não quer dizer que você não precise realizar cursos para se aperfeiçoar na área. A não ser, claro, que você já tenha experiência, seja autodidata. Aí sim você pode atuar tranquilamente sem precisar fazer nenhum curso.

Designers de Interiores

Já, os Designers de interiores além do trabalho dos decoradores, eles também reconstroem o espaço através da releitura do layout e de intervenções. Realizam projetos de iluminação e gesso criando efeitos cênicos e assentam revestimentos nos pisos e paredes auxiliando o arquiteto ou engenheiro a resolver os espaços da edificação. É o designer de interiores quem melhor entende das necessidades do cliente referente ao interior, por isso, é ele quem complementa o fechamento da obra. Em outras palavras, se o cliente quer alterar o revestimento do piso, alterar gesso, retirar ou colocar paredes, quer móveis sob medida, além, de somente maquiar o espaço, ele vai precisar de um designer de interiores.

consultoria em decoração

O trabalho envolvido inclui desde o atendimento do cliente, planejamento do espaço, desenho de móveis, projeto de iluminação e de gesso e paginação de piso. Trabalham em estreita colaboração com arquitetos (ou engenheiros) no que tange a parte estrutural da obra, e com empreiteiros (gesseiros, marceneiros e pintores,) que o ajudam na execução dos projetos.

execução obras design de interiores

Ah, antes que eu me esqueça. Muitas pessoas confundem design de interiores com designer de interiores, trocando suas funções, mas é importante saber a diferença para não gerar conflitos de significados. Design é o serviço em si. Ex.: Eu trabalho com design de interiores. Já designer é o profissional que executa o serviço. Ex.: Eu sou designer de interiores.

técnico em design de interiores

Algumas escolas ainda confundem os cursos, ofertando cursos de decoração como sendo de design de interiores. Os cursos de design de interiores são cursos, como já dissemos, que envolvem mais conhecimentos e por isso requerem carga horária maiores. Cursos de Design de Interiores reconhecidos pelo MEC e Conselhos Estaduais de Educação possuem carga horária mínima de 800h. Então se você encontrar um curso menor que 800h, os órgãos educacionais não reconhecem.

Tipos de cursos de design de interiores:

Curso Técnico, Tecnólogo, Bacharel e Pós-Graduação. E aí vem a dúvida!! O que é melhor fazer? E mais, qual deles se encaixa nas minhas necessidades? O fato é que todos têm vantagens e desvantagens e tudo vai depender do objetivo que você quer alcançar.

formação profissional em design interiores

Legislação

Com a Regulamentação da profissão, através da LEI Nº 13.369, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2016, não há distinção entre as atribuições profissionais de alunos de cursos técnicos, tecnólogos ou bacharel. Isso quer dizer, que a Lei reconhece o título de designer de interiores, independentemente da formação.

Contudo, saiu uma resolução do CFT- Conselho Federal Técnico, que dispõe sobre as prerrogativas e atribuições dos profissionais Técnicos habilitados em Design de Interiores, anunciando que a profissão de Design de Interiores passa a ser fiscalizada, ou seja, somente profissionais amparados legalmente poderão exercer a profissão, atuar no mercado de trabalho.

Bacharel

O bacharel é um curso acadêmico, ou seja, trata a área de design de interiores de forma generalista. É um curso onde o conteúdo é trabalhado com uma visão teórica focalizada nos princípios e bases do design de interiores. Neste sentido, é um curso voltado para alunos que aspiram realizar pesquisas científicas, escrever artigos e atuar no meio acadêmico. Se este é o seu interesse, então você deve escolher o Bacharel.

Este curso dura na faixa de 4 anos, os valores de mensalidades praticados são elevados e a carga horária gira em torno de 2.400 h.

Técnico ou Tecnólogo em Design de Interiores?

Muita gente fica confusa quando ouve o termo Curso Técnico de Design de Interiores. Será que é a mesma coisa que o Curso Tecnólogo em Design de Interiores? A resposta é simples: Não.

Os cursos técnicos não são a mesma coisa que cursos tecnólogos. Na realidade, eles são uma categoria especial do Sistema de Ensino Brasileiro. O Ministério da Educação classifica os cursos técnicos como educação profissional técnica e os cursos tecnólogos (e bacharelados) como educação superior (faculdade).

Quando devemos escolher o tecnólogo em Design de Interiores?

O tecnólogo em design de interiores dura em torno de 2 a 3 anos, sendo um curso com carga horária mínima de 1.600 horas. Portanto, trata-se de um curso menos generalista que o bacharel. Porém, apesar desse curso ter um foco tencionando uma atuação para o mercado de trabalho, a forma como o conteúdo e a temática são trabalhados dentro do sistema academicista, faz com que a entrada do formando ao mercado seja mais árdua. Nessa perspectiva você terá que buscar aprofundamento em competências treinadas que de fato o direcione para a atuação prática do cotidiano do profissional atuante.  

Como o curso tecnólogo de design de interiores é um curso superior, ao findá-lo, você poderá fazer pós graduação- especialização.

Quando devemos escolher o técnico em Design de Interiores?

O objetivo do curso técnico é inverso ao de uma faculdade. Por isso, o método de ensino do design de interiores desses cursos é (na maioria deles) voltada para a vida cotidiana do dia a dia do profissional atuante. Portanto, de maneira direta e objetiva focando no que dá certo, no que funciona, com base na experiência de mercado. 

O curso técnico tem duração média de 1 ½ ano, com carga horária entre 800h e 1.200h. Como ele é voltado para a prática do mercado de trabalho (sem os fins científicos presentes no tecnólogo e bacharel), a carga horária é menor. Nele, você obtém conhecimentos de todo o processo, desde a criação e desenvolvimento do projeto, até o planejamento e execução da obra e acabamentos.

Pode fazer Pós Graduação?

Você pode realizar uma pós caso já tenha alguma graduação realizada anteriormente, mesmo sendo uma graduação diferente da área de design de interiores. 

Velocidade & Atuação Mercado

O curso técnico é uma boa opção para quem quer velocidade, entrar rapidamente no Mercado de Trabalho, participar de mostras e eventos de decoração, estar em contato com este público e principalmente desenvolver projetos para seus clientes. Isso porque este curso vivencia o mercado sem a necessidade de investir muito tempo e dinheiro, abraçando todas as competências e habilidades de uma formação plena.

Registro Profissional no órgão de classe

Ao contrário dos cursos tecnólogos e bacharéis, alguns cursos técnicos oferecem aos seus alunos a possibilidade do Registro Profissional no órgão de classe. Com este registro, o profissional é responsável pelos projetos e/ou pela execução de suas devidas obras, podendo emitir o Termo de Responsabilidade técnica (TRT). Este documento, portanto, é a garantia da população de que está contratando e executando a obra com qualidade e segurança, afinal, apenas profissionais plenos e legalmente habilitados podem de fato emití-lo. 

Possibilidades

Muitos estudantes e profissionais de arquitetura, design de interiores e engenharia, optam pelo ensino técnico de design de interiores, porque desenvolvem de forma rápida e acessível novas técnicas e habilidades ou até mesmo conteúdos que foram negligenciadas pela faculdade.

Já os que se lançam pela primeira vez no aprendizado do design de interiores, ao se formarem no curso técnico, ou até mesmo durante a fase escolar, conseguem adentrar no mercado mais rapidamente. E com o salário que recebem, muitos investem numa faculdade de Arquitetura, o que vai ampliar a atuação profissional para o nicho da construção civil. Inclusive estes alunos apresentam melhor rendimento nas aulas porque já detém as habilidades adquiridas no curso técnico de design de interiores, além de que, já atuam no mercado precocemente, adquirindo network e experiências profissionais.

Então, você pretende se profissionalizar na área? Estas são as modalidades de ensino em design de interiores. Agora fica fácil escolher a que mais combina com você!

Ajudamos pessoas com paixão por design de interiores, pessoas como você, a descobrir como é fácil aprender habilidades profissionais desta área estudando conosco.
Dayane K.Comellini
Arq./Mentora Cursos IBDI