Publicado em 1 comentário

Um emaranhado de fios e agora?

Sim, em um mundo onde tudo está girando em torno de smartphones, tablets, notebooks, roteadores e outros eletrônicos que nos colocam como consumidores de informação principalmente através das redes sociais. O brasileiro gasta 650 horas por mês navegando em redes sociais, 290 horas a mais do que em portais de notícias, ou seja, as redes sociais alcançaram 70% do total de usuários no Brasil. Pois é, e esse nosso hábito requer organização, afinal são tantos carregadores que precisamos usar durante o dia que as vezes eles se transformam em um emaranhado de fios e isso não contribui para a organização da sua casa.Organização da casa também faz parte de um projeto de design de interiores e como amamos te ensinar design de interiores, vamos sugerir algumas dicas para acabar de vez com o emaranhado de fios que bagunçou sua casa. Vamos lá?

1- Etiqueta e organização em baixo da bancada

Nada melhor para você localizar o fio do que escrever qual eletrônico ele pertence.

Depois instale um suporte bem abaixo da bancada para segurar uma régua elétrica para que você ganhe mais pontos de energia que ficarão escondidinhos.

2- Dentro de uma caixa

Esconda a régua dentro de uma caixa (que seja segura no caso de um curto circuito). As tomadas de todos os eletrônicos entrarão pela mesma entrada da caixa, deixando os fios organizados e na mesma posição e do outro lado sairá a tomada. Simples, prático, rápido e bonito =)

3- Suporte para a régua criativo

Essa ideia é super criativa e deixa o móvel bem charmoso. Criar uma “bolsa” externa afixada no móvel para apoiar a régua. De fácil acesso, se você escolher uma estampa tão lindinha quanto essa, seu projeto vai ficar encantador. Lindo não?

4- Camuflar os fios e torna-los decoração

Se não pode viver sem eles, junte-se a eles. Essa ideia transformou os fios em parte da decoração do quarto quando eles se incorporam ao adesivo de parede! Super original e muito fácil de fazer.

5- Móveis e gavetas

Usar as gavetas para armazenagem. Super original e fácil de fazer.

E aí, o que você achou? Gostou? Não? Então, deixe um comentário. 🙂

Pesquisa: 6i.com.br | decorarcomcharme | Pinterest | ikea

Fonte: Deadline Marketing

Um emaranhado de fios e agora?

Publicado em 39 comentários

Designer de Interiores tem Registro Profissional

Sim! O Designer de Interiores é o primeiro grupo de Designers com atuação profissional regulamentada através da LEI Nº 13.369, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2016, e que pode solicitar seu registro profissional ao CFT - Conselho Federal Técnico para exercer plenamente a profissão.

Para quem deseja atuar com execução dos projetos de design de interiores, emitir TRTs** e evitar problemas com fiscalização da obra e, principalmente aborrecimentos com o cliente que pode ter sua obra eventualmente autuada por irregularidades, é importante que faça uso do registro profissional, porque em algum momento da profissão, irá precisar.

** TRT (Termo de Responsabilidade Técnica) é um instrumento legal, onde você vai registrar as atividades técnicas solicitadas para o qual foi contratado. A TRT também garante os direitos autorais e comprova a existência de um contrato, até mesmo se ele for verbal, comprovando a prestação do serviço. Outro quesito importante é que a TRT serve como documento comprobatório dos seus trabalhos, pois registra o seu acervo técnico no CFT.

COMO OBTER O REGISTRO PROFISSIONAL:

Para obter o Registro Profissional no Conselho Federal Técnico (CFT) , é necessário passar por um programa de formação profissional qualificada, através de cursos autorizados pelo MEC/CEEs e que também sejam reconhecidos por este Conselho.

Como esta profissão foi regulamentada independente da formação escolar, ou seja, qualquer pessoa pode atuar na área, a obtenção do Registro Profissional torna-se eminente para os Designers de Interiores, pois, é uma forma de demonstrar que este profissional passou por um programa específico de estudo e está legalmente habilitado a exercer plenamente a profissão, gerando também a segurança que o cliente terá na hora da contratação do profissional.

EXISTE DIFERENÇA ENTRE ABD E CFT?

Sim. A ABD é uma associação de classe  onde os designers de interiores se associam para participar de eventos e ações promovidos por esta entidade. 

Já o CFT (Conselho Federal Técnico) é um conselho orientador e fiscalizador dos exercícios profissionais, que inclui as atividades dos designers de interiores, com o objetivo de defender a sociedade das práticas ilegais dos ofícios, além de promover a valorização profissional. A fiscalização baseia-se em visitas dos agentes fiscais nas obras, para averiguar o cumprimento das responsabilidades técnicas dos serviços efetuados.Todo contrato para a execução de obras fica sujeito a TRT. 

Dayane K. Comellini Arq./Mentora Cursos IBDI

Ajudamos pessoas com paixão por design de interiores, pessoas como você, a descobrir como é fácil aprender habilidades profissionais desta área estudando conosco.

Designer de Interiores tem Registro Profissional