Publicado em Deixe um comentário

O que faz o Designer de Interiores

O que faz o Designer de Interiores

O que faz o Designer de Interiores

E aí, o que achou? Você quer conduzir sua paixão por Design de Interiores em uma Profissão?

O mercado cresce a passos largos pois cada vez mais pessoas se interessam em ter suas casas, escritórios, lojas, consultórios, montados com a sua personalidade, seu estilo.

Porém se tornar um Designer de Interiores não é mágica, é um passo a passo muito bem estruturado pois é uma profissão que você precisa ser criativo, imaginativo e também disciplinado e organizado para conseguir desenvolver ambientes atraentes e funcionais para seus clientes, e isso é simples, acredite, mas quando se aprende da forma correta.

o que faz o designer de interiores

Os designers de interiores criam vida aos espaços para uma variedade de clientes, proporcionando atmosferas de alegria, jovialidade, tranquilidade e harmonia. Além disso, projetam espaços funcionais considerando as necessidades do usuário, circulação e conforto ambiental.

Porém, tornar-se um Designer de Interiores não é mágica. É um passo a passo muito bem estruturado pois trata-se de uma profissão que você precisa ser criativo, imaginativo e também disciplinado e organizado. Dessa forma, você conseguirá desenvolver ambientes atraentes e funcionais para os seus clientes e principalmente gratificantes. E isso é simples, acredite, mas quando se aprende da forma correta. O trabalho do designer de interiores é dividido nas seguintes etapas:

Entrevista com o Cliente

Depois de apresentar o seu portfólio explicando o seu trabalho com toda a postura profissional e realizar o fechamento e assinatura do contrato com o cliente,  você vai realizar o briefing. O briefing consiste na primeira etapa do trabalho, onde você realiza uma entrevista com o cliente e levanta os dados para o projeto, entendendo quais são as reais necessidades e desejos dos usuários que ocuparão o espaço.

Desenvolvimento do Projeto

Com o briefing realizado, você vai iniciar a fase do desenvolvimento do projeto. Você vai tirar as medidas de todos os ambientes, fazer o levantamento dos pontos elétricos e hidráulicos, para que você não tenha erro na hora de projetar.

Publicado em 43 comentários

Designer de Interiores tem Registro Profissional

Designer de Interiores tem Registro Profissional
Designer de Interiores tem Registro Profissional

Designer de Interiores tem Registro Profissional

Sim! O Designer de Interiores é o primeiro grupo de Designers com atuação profissional regulamentada através da LEI Nº 13.369, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2016. E assim, pode solicitar seu registro profissional ao CFT – Conselho Federal Técnico para exercer plenamente a profissão.

Para quem deseja atuar com execução dos projetos de design de interiores, emitir TRTs** e evitar problemas com fiscalização da obra e, principalmente aborrecimentos com o cliente que pode ter sua obra eventualmente autuada por irregularidades, é importante que faça uso do registro profissional, porque em algum momento da profissão, irá precisar.

** TRT (TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA)

é um instrumento legal, onde você vai registrar as atividades técnicas solicitadas para o qual foi contratado. A TRT também garante os direitos autorais e comprova a existência de um contrato, até mesmo se ele for verbal, comprovando a prestação do serviço. Outro quesito importante é que a TRT serve como documento comprobatório dos seus trabalhos, pois registra o seu acervo técnico no CFT.

COMO OBTER O REGISTRO PROFISSIONAL:

Para obter o Registro Profissional no Conselho Federal Técnico (CFT) , é necessário passar por um programa de formação profissional qualificada. E é através de cursos autorizados pelo MEC/CEEs que se consegue. Mas para isso, estas escolas também devem ser reconhecidas por este Conselho.

Esta profissão foi regulamentada sem distinguir as atribuições de egressos de cursos técnicos e de cursos superiores. Isso quer dizer que os designers de interiores independente da modalidade de ensino, atuam plenamente na profissão. Contudo saiu uma resolução do CFT- Conselho Federal Técnico, que dispõe sobre as prerrogativas e atribuições dos profissionais Técnicos habilitados em Design de Interiores, anunciando que a profissão de Design de Interiores passa a ser fiscalizada, ou seja, somente profissionais habilitados poderão exercer a profissão, assinar projetos de interiores e executar obras, ou seja, atuar no mercado de trabalho de forma plena.

Dessa forma, a obtenção do Registro Profissional torna-se eminente para os Designers de Interiores, pois, é uma forma de demonstrar que este profissional passou por um programa específico de estudo e está legalmente habilitado a exercer plenamente a profissão, gerando também a segurança que o cliente terá na hora da contratação do profissional.

EXISTE DIFERENÇA ENTRE ABD E CFT?

Sim. A ABD é uma associação de classe  que realiza eventos e palestras sobre a área de design de interiores.

Já o CFT (Conselho Federal Técnico) é um conselho orientador e fiscalizador dos exercícios profissionais, que inclui as atividades dos designers de interiores, com o objetivo de defender a sociedade das práticas ilegais dos ofícios, além de promover a valorização profissional. A fiscalização baseia-se em visitas dos agentes fiscais nas obras, para averiguar o cumprimento das responsabilidades técnicas dos serviços efetuados.Todo contrato para a execução de obras fica sujeito a TRT. O designer de interiores só pode atuar legalmente se obtiver esta credencial.