Publicado em Deixe um comentário

Qual a diferença entre Ar Condicionado e Climatizador de Ar?

Com a alta das temperaturas, aumenta a procura por equipamentos capazes de refrigerar e reduzir a temperatura de ambientes como condicionadores de ar e climatizadores. Estar em um ambiente com a temperatura agradável é necessário, principalmente em um país tropical como o Brasil.

O equipamento ideal está a um clique de seu mouse, mas antes de trazê-lo para dentro de sua casa é preciso saber qual o tipo é o mais indicado às suas necessidades.

Ao contrário do que muitos pensam, climatizadores e condicionadores são muito diferentes em seu mecanismo ainda que, em sua essência, sejam usados para coisas semelhantes.

Então, para acabar com qualquer dúvida, veja o guia rápido para você entender qual é a diferença entre o climatizador e o ar condicionado.

Climatizador

O climatizador é uma espécie de ventilador com um reservatório de água. Antes do uso, é abastecido com água, o ar é puxado e enviado ao ambiente carregado de gotículas de água evaporadas e, assim, a temperatura do ambiente é reduzida.

Ganha-se, no caso do climatizador, em ecologia e em economia já que o consumo de energia pode chegar a até 90%. Todavia, é recomendado apenas para regiões onde o calor vem acompanhado de ar seco, com umidade inferior a 75% ou 70%. Em cidades com alta umidade relativa do ar, o climatizador pode ter desempenho reduzido.

Muitos poderiam ainda, confundir um climatizador com o umidificador. Apesar de ambos trabalharem com a umidade do ar do ambiente, o umidificador o faz como forma de melhorar a qualidade do ar.

Ar condicionado

O ar condicionado é o gigante do resfriamento. Ele capta o ar externo, refrigera e substitui o ar quente do ambiente por ele.

Uma das grandes vantagens é que seu termostato pode ser precisamente controlado, para que você possa dizer, com exatidão, qual a temperatura quer que seu ambiente esteja. Fique de olho, apenas, na potência e no tamanho máximo do ambiente para garantir que há autonomia suficiente para a refrigeração.

Outro benefício de muitos desses aparelhos é que, ao contrário dos climatizadores, é bastante comum aos aparelhos condicionadores de ar poderem ser revertidos para aquecedores. Assim, mesmo no inverno você pode aproveitar sua funcionalidade.

Para escolher um ar, fique atento: a medida da potência de um condicionador de ar é feita em BTUs. Aparelhos com até 7.500 BTUs são suficientes para resfriar cômodos pequenos, de até 10 metros quadrados.

Para ambientes maiores, procure equipamentos superiores a 10 mil BTUs.Os condicionadores ainda podem ser de parede ou split. Os de parede (ou de janela) são mais compactos e econômicos, mas se você procura potência, prefira o split, ele é capaz de resfriar com mais competência, principalmente ambientes maiores.

Você também precisa saber…

Quando comparamos climatizadores e condicionadores, algumas coisas ficam claras. A primeira é que os climatizadores são ótimos para um público que quer resfriar ambientes menores.

O ar condicionado é mais indicado para salas com muitas pessoas e mais metros quadrados.

O climatizador de ar pode derrubar a temperatura em até 12 graus (dependendo do modelo escolhido; consulte as especificações do aparelho antes de comprá-lo), e alguns modelos têm como vantagem a portabilidade sem necessidade de instalação, o que facilita o seu uso.

Muitos podem, inclusive, ser utilizados em ambientes abertos, um benefício importante.

O ar condicionado consome mais energia elétrica, embora alguns modelos sejam eficientes e inteligentes, desligando-se quando a temperatura é atingida. Eles exigem ambientes fechados, para aumentar o desempenho e reduzir o consumo, e tem como vantagem diminuir a temperatura. Em contrapartida, secam o ar, então pode ser uma boa opção adquirir, também, um climatizador ou umidificador. Há também modelos portáteis com rodinhas.

Este conteúdo foi publicado em Eletrodomésticos por Thaisa Alves no site http://guiadecompras.casasbahia.com.br

AGORA VEJA ISSO:

Infelizmente, muitos lugares que frequentamos não dispõe de refrigeração, o que gera um certo desconforto.Pensando em solucionar o problema dos espaços sem ar-condicionado próprio, uma startup russa desenvolveu o Evapolar, um equipamento leve, ecologicamente correto e fácil de usar.

O Evapolar pesa 1,6 kg e um reservatório para 710 ml de água. É claro que a potência do produto é menor do que o de modelos tradicionais (fixos). O consumo de energia é de no máximo 10W e de resfriamento é de 500W (mínimo de 17 ºC). Todo o funcionamento se dá através das nanofibras de basalto que atuam no processo de evaporação da água resfriada pelo Evapolar. Vale destacar que não há uso de gás freon, que é tóxico ao meio-ambiente.

Confira um vídeo dos criadores do pequeno ar-condicionado. Neles, os desenvolvedores explicam o seu funcionamento e até o comparam com produtos como ventiladores rotativos, por exemplo. (está em inglês).

Qual a diferença entre Ar Condicionado e Climatizador de Ar?
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =