Publicado em Deixe um comentário

Como iluminar ambientes de pé direito duplo

Você sabe iluminar um ambiente de pé direito duplo?

Primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz de estar compartilhando uma pequena parte dos meus conhecimentos adquiridos no Programa de Formação Profissional em Design de Interiores do IBDI. Vamos lá!

Se você não souber aplicar a iluminação corretamente, o seu projeto corre o risco de fracassar. Por isso, você deve atentar-se ao tipo de lâmpada utilizada, ao facho de abertura dela e também ao efeito/ cenário que você pretende dar a este espaço, se é mais geral ou mais intimista.

A iluminação de pé direito duplo se faz com luminárias embutidas, de sobrepor, pendentes e lustres, ou ainda mista combinando os embutidos com lustres ou pendentes. Vai depender do estilo decorativo que você definirá no projeto.

Se a opção é por embutir ou sobrepor luminárias no teto, você deve escolher lâmpadas AR111 ou PAR 30 que são as mais indicadas para este tipo de projeto. Estas lâmpadas, que podem ser halógenas ou de LED, tem angulações que variam aproximadamente entre 8 a 60 graus, possibilitando fachos mais abertos ou mais fechados. Os fachos mais fechados são indicados para destaque de peças decorativas e paredes, já as de fachos mais abertos para complementação da iluminação geral.

Ambiente de pé direito duplo com iluminação de fachos mais abertos, dispersa mais a luz e ela pode chegar a altura do observador de forma ineficiente se não for escolhida a lâmpada certa. Por isso é indicada a PAR 30 ou AR 111, pois elas vencem pé direito de até 6 metros.

A escolha, se será AR 111 ou PAR 30 dependerá do efeito que você deseja no ambiente.

Veja que a lâmpada PAR possui uma lente rugosa, ao observar a sombra de um objeto iluminado por uma lâmpada PAR irá verificar que a sombra não é tão definida, focada, não é uma linha precisa, é algo suave, meio dégradé. Esse efeito é ótimo para fundir a luz de uma lâmpada com a outra. Por isso podemos indicar a PAR para luz de efeito mais homogêneo no ambiente, ao mesmo tempo difusa e localizada, que é diferente da luz pontual feita pela lâmpada AR.

A AR proporciona luz pontual de destaque com bastante precisão, o espaço entre o field e o bean é pequeno. Isso permite deixar um objeto bem iluminado, e seu entorno mais escuro acentuando o destaque, veja:

Você também, pode iluminar estes ambientes mesclando efeitos e lâmpadas, através do uso de circuitos independentes. Assim, você projeta diferentes cenários para que o cliente utilize conforme seu estado de espirito.Deve-se atentar para a altura entre o rebaixo de gesso e a laje, para que na hora de embutir a luminária, tenha o espaço suficiente.

Quanto aos pendentes e lustres, sempre escolher luminárias que sejam proporcionais ao espaço onde ela será instalada. O living é integrado, amplo e com pé-direito duplo? Os modelos maiores e chamativos aí já funcionam muito bem, verifique o preenchimento do espaço entre o teto e o piso sempre de olho no peso visual dos elementos. Não esqueça que o brilho aumenta a sensação de peso visual..

E por último, e não menos importante, não esqueça também de verificar se o tipo de soquete da lâmpada se adapta ao bocal  da luminária escolhida. No mercado há diversos modelos de soquetes, sendo os mais usados o E27 e o GU 10.

Bom, agora você já sabe o que deve levar em consideração ao elaborar o projeto de iluminação de espaços com pé direito alto. A partir de agora este pequeno guia irá te auxiliar na correta especificação da iluminação em seus projetos.

Como iluminar ambientes de pé direito duplo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *